quinta-feira, 12 de agosto de 2010

«Everything Will Flow»

Lembrei-me de ti, falei de ti e foi muito bom. Senti o carinho. Sonhei contigo? Connosco? Foi real? Partes foram, outras já serão romanceadas. Lembranças de tempos felizes que, no desespero, me trazem à luz e me dão força para continuar. Sinto o calor no coração que trespassa a pele, sem ficar sem fôlego. Tenho saudades de dizer: adoro-te! Talvez porque gostaria que mo dissessem neste momento. Nos momentos de desalento e de descrença, faz-me bem recordar-te, voltar a sentir a alegria de cantar para ti e tu fingires que nem ouves, não falando, mas olhar de soslaio para a tua face e descobri-la em paz. Independentemente do sítio onde estejas neste momento, se soubesses o quanto desejo que sejas feliz... Estamos em paz. Agradeço por teres existido. Parte de mim foi contigo e, tal como tu, não voltará. É isso que às vezes me dá mais saudades: saudades de mim, como era, como vim a descobrir mais tarde... como era e já não sou. Fragmentos. Pedaços. Tento ligá-los, descobrir o ponto de encaixe, umas alturas encontro a peça final.... outras, nem por isso. Emprestei hoje o nosso primeiro livro...curioso... agora és a sombra do amor.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...